VIVER On-line

semtc3adtulo3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Revista TPM

Pisca uma vez, duas, três vezes. A luz se apaga. Os laptops silenciam-se e, emcoro, ouve-se: “Aaahhhh”. Foi só um susto. A luz volta, o computador religa. Sem conexão. Sem internet. Sem MSN. Sem Twitter. Sem Orkut. Sem Skype. O pânico se instaura. Um, dois, três, cinco, dez minutos. Nada. E-mails não chegam, mensagens não saem, as informações não se atualizam. Pau na rede. Desorientadas, as pessoas levantam de suas cadeiras sem saber como se ocupar. Ufa, o celular funciona! Começam, então, a ligar desenfreadamente para informar, a quem interessa – ou não –, que estão desconectadas do mundo virtual. “Qualquer coisa estou no celular”, alguém avisa para o outro lado da linha. Entram em cena iPhones, BlackBerries, Smartphones: eles tocam, vibram, acendem, chamam. Seus donos agradecem; e-mails chegam, mensagens reaparecem, as ligações não param. Respiram, enfim, aliviados: estão on-line.

 

Hoje é assim. Não se vive mais off-line. Da mesma maneira que os bipes, as chamadas e os toques soam a todo minuto, a cabeça está sempre a mil. Olhos atentos, ouvidos ligados, voz em alto e bom som, mãos discando, digitando… Os radares do corpo não desligam e são estimulados pelas tecnologias, que proporcionam 24 horas de conectividade, onde quer que seja. Sua alma nunca se aquieta. Já parou para pensar há quanto tempo você não fica em silêncio?

 

Silêncio = tortura
O filósofo Mario Sergio Cortella, professor da PUC e autor de sete livros sobre comportamento humano, explica o ruído: “Hoje em dia as pessoas precisam de barulhos contínuos para distrair o cérebro. Tem gente que não se suporta e precisa falar sem parar para não ficar com os próprios pensamentos”. Especialista em antropologia cultural, Mario Sergio conta que o silêncio não é algo positivo em nossa sociedade. “Ao contrário do Oriente, onde o silêncio é valorizado e considerado sinal de modéstia, de recato e de virtude, no Ocidente a quietude é sinônimo de solidão, de que alguma coisa está errada.” Ele lembra de como somos estimulados a falar desde cedo e de como uma das coisas mais admiradas numa criança é o fato de ela começar a balbuciar as primeiras palavras precocemente: “Falar é um sinal de independência”. E pode ser também um sintoma de perda da noção de interioridade, explica Eurico Cursino dos Santos, sociólogo da Universidade de Brasília. “A espiritualidade moderna torna-se tão mesmerizada pela tecnologia, que as pessoas se esquecem de si mesmas e de quão valiosas são as coisas simples da vida. O resultado disso é que as verdadeiras passagens, aquelas que devem ser festejadas, acabam passando batido por excesso de estímulos tecnológicos”, esclarece o especialista.

 

Cíntia Ferro, 31 anos, entra em pânico quando seu Nextel não toca. Estranha ninguém procurá-la. “Penso: ‘Será que estou perdendo alguma coisa?’. O sentimento é esse”, confessa a gerente de marketing, que, por mês, vê a conta do celular alcançar os R$ 1.500. “Sou ligada 24 horas, tenho uma vida social intensa, minha cabeça não desliga. Mas tenho plena consciência de que isso me estressa e cansa as pessoas que estão perto de mim”, assume.

Há nove meses, a produtora de áudio Maria Fernanda Bastos, 36 anos, viciou-se em postar comentários no Twitter – rede virtual que ficou famosa porque seus usuários, que só podem escrever posts de no máximo 140 toques, contam coisas corriqueiras e são “seguidos” por outros usuários. “É muito esse lance de você ser aceito. Ser seguido é um status. Não tem quem fale: ‘Estou no Twitter mas não importa quem me siga’. Lógico que importa”, solta a produtora, que não desgruda do laptop nem no sítio. “Não consigo parar de falar. Por exemplo, você queima o dedo e, antes de passar remédio, escreve lá ‘queimei o dedo no fogão’”, exemplifica Maria Fernanda.

 

Maria Lucia Stein, mestre em psicologia social e institucional pela UFRGS e membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre, chama a atenção para a falsa idéia de estar realmente conectado. “Pensar que você está sendo acompanhado por tanta gente produz um certo conforto. Mas, se olharmos para 140 caracteres ou 200, 300 seguidores, quem realmente está testemunhando algo da sua vida? Os recursos tecnológicos são, na verdade, um fenômeno para dar conta da fragilidade humana”, teoriza Maria Lucia.

janeiro 29, 2009 at 3:14 pm 1 comentário

Infraero ajuda vítimas da enchente em Santa Catarina

itajai-sc-ruas-alagadas-436

 

Sensibilizada com a dramática situação de parte da população do Estado de Santa Catarina, a Infraero iniciou na segunda-feira (1/12) a campanha nacional para ajudar as vítimas da enchente em SC. A campanha está sendo realizada em parceria com as empresas aéreas e em todos os 67 aeroportos. Além de incentivar doações dos funcionários da Infraero, a campanha tem como um dos engajar a população, despertando a ação solidária diante do sofrimento dos desabrigados.

Segundo o assessor especial da Presidência, Nelson Ribeiro, responsável pelos programas sociais da Infraero, “a empresa, diante da gravidade em que se encontra o Estado de Santa Catarina, não poderia deixar de envidar esforços no sentido de amenizar o sofrimento dos catarinenses”.

 

Os postos de coleta serão montados em pontos estratégicos nos terminais de passageiros para o recebimento de donativos (roupas, remédios, itens de higiene pessoal e gêneros alimentícios de primeira necessidade não perecíveis). Em Manaus, a Infraero montou um posto de arrecadação de donativos no Balcão de Informações do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

 

Mais informações: 3652 1018

Gerência de Marketing e Comunicação Social

 

Número de mortes sobre para 117

 

Do G1

 

Até terça-feira (2), mais de 100 toneladas de material de limpeza e de higiene pessoal foram doadas às vítimas das chuvas em Santa Catarina, além de 1,5 milhão de toneladas de alimentos e 1,3 milhão de litros de água.

A necessidade maior é de material de higiene de uso pessoal e limpeza. 
  

Segundo o governo estadual, cerca de 60 caminhões estão chegando ao estado com doações de diferentes lugares do Brasil. Uma tonelada de alimentos deverá ser transportada por aeronaves de uma companhia aérea.

O número de mortes causadas pela chuva no estado subiu para 117. A Defesa Civil informa que 69.114 pessoas estão desalojadas e desabrigadas e pelo menos 31 permanecem desaparecidas. 

 

dezembro 3, 2008 at 3:42 pm Deixe um comentário

MARCADA A DATA PARA A ELEIÇÃO DO COREN-AM

A eleição do Conselho Regional de Enfermagem está marcada para o dia 30 de novembro de 2008, domingo. De acordo com a Resolução COFEN 209/98, o voto é obrigatório e ao eleitor que não votar será cobrada uma multa eleitoral no valor de uma anuidade conforme a sua categoria. A referida Resolução também estipula o prazo para apresentação de justificativa. O eleitor terá o prazo de 120 dias para apresentar na sede do COREN-AM documentos que justifiquem a sua ausência.
O profissional deverá votar de acordo com seu endereço cadastrado no COREN-AM, ou seja, se o endereço cadastrado no banco de dados do COREN for do interior do Estado, o eleitor deverá votar por correspondência, se for da capital, votará em urna eletrônica nos locais citados abaixo.
:: APTOS A VOTAR:

Profissionais de enfermagem com carteira definitiva independente da regularidade financeira e/ou eleitoral.
:: DOS PROFISSIONAIS RESIDENTES NO INTERIOR DO ESTADO

Aos profissionais residentes no interior do Estado o voto será feito por correspondência, no período de 17 a 28 de novembro – pois nos dias 29 e 30/11, sábado e domingo respectivamente, as agências dos Correios no interior do estado não funcionam – os eleitores deverão se dirigir as agências dos Correios de sua cidade, onde o COREN-AM estará disponibilizando a CARTA-VOTO através da qual o eleitor votará na chapa de sua preferência e todo o custo da emissão será pago pelo COREN.

OBS: O ELEITOR DEVERÁ APRESENTAR AO FUNCIONÁRIO DOS CORREIOS SUA CÉDULA PROFISSIONAL DO COREN-AM PARA RECEBER A CARTA-VOTO.
:: DOS PROFISSIONAIS RESIDENTES NA CAPITAL DO ESTADO

Documentação: O eleitor deverá apresentar carteira (livro) ou cédula profissional do COREN-AM, ou ainda carteira de identidade.
:: DO LOCAL DE VOTAÇÃO NA CAPITAL:

TÉC. E AUX. DE ENFERMAGEM
ESCOLA PROF. ANTENOR SARMENTO
End: Rua Tapajós, s/n – Centro
Atrás do Instituto Benjamim Constant

ENFERMEIROS
ESCOLA FREI SILVIO
End: Rua Tapajós, s/n – Centro
Ao lado da Escola Antenor Sarmento

novembro 14, 2008 at 6:45 pm 1 comentário

Biribá Cover Festival homenageia três gigantes do rock

U2Cover, The Best Guns’n’Roses Cover e Cover Bon Jovi unidos no mesmo palco

Bon Jovi, Guns’n’Roses e U2 reunidos em uma só noite e em um só palco. A proposta que até pouco tempo parecia insólita aos olhos de qualquer rocker e fã de boa música, vai se realizar no próximo dia 18 de outubro no Tropical Hotel. O Biribá Cover Festival reunirá as três bandas brasileiras mais bem preparadas para reproduzir com perfeição os hits destas estrelas: U2Cover, The Best Guns’n’Roses Cover e Cover Bon Jovi, que juntas, prometem levar consigo o público em uma viagem pelos anos de ouro dos artistas homenageados. Os ingressos já estão à venda na Japurá Pneus, Ramsons, Alps Idiomas, Amazon Bowling, Cantina Ghiotto e Mercatto.

Há quase 20 anos na estrada, o U2Cover é reconhecido como o que melhor representa a qualidade do som feito pelo grupo irlandês liderado por Bono Vox. Composto por Éverson Cândido (vocal, violão e gaita), Wagner Adami Jr. (baixo e vocal), Fábio (bateria e percussão) e Álvaro Cordeiro (guitarra e teclados), o U2Cover se vale de integrantes que levam a música à sério. “Entre tantos grandes músicos que me influenciaram, Adam Clayton sempre foi grande inspiração em meu estilo de tocar! Adam alia bom gosto e simplicidade em seu estilo, características que pra mim são fundamentais em um grande músico”, afirma o baixista Wagner Adami. É a terceira vez que o U2Cover vem a Manaus, esperando encontrar a mesma elogiada receptividade do público amazonense.

O Cover Bon Jovi é um projeto dos supertalentosos integrantes da banda paulista Tempestt, que especialista em hard rock, dá conta de reproduzir sucessos do galã americano com toda a competência. Os rapazes estiveram na capital amazonense no mês de maio para protagonizar o tributo ao Queen ao lado de Jeff Scott Soto (a voz do filme “Rock Star”), e atendendo a constantes pedidos do público, estão de volta. Desde 1999, a banda encara tributos a Bon Jovi graças ao feeling dos músicos e principalmente ao timbre do vocalista BJ, que é ideal para interpretar o hard rock de raiz.

Já The Best Guns’n’Roses Cover, como mesmo entrega seu nome, é considerado o melhor cover de Guns’n’Roses do Brasil. De primeira, o que mais chama atenção é a preocupação do grupo em se caracterizar de forma idêntica aos americanos. Quando as caixas de som estremecem, fica claro que Joelmir Pieretti (vocal), Bruno Carmo (guitarra solo), Bruno Leonardo Gobi (guitarra base), Fabio Bonnies (baixo), Gabriel Haddad (bateria) e Mark Vinny (teclado) formam são só o melhor cover, mas também os fãs mais dedicados que Axl Rose e trupe poderiam sonhar em conhecer: eles garantem shows lotados, têm fãs fiéis e estão com a agenda lotada em todo o Brasil. The Best Guns’n’Roses Cover acumula duas passagens pelo Covernation (programa da MTV que unia bandas covers em batalhas musicais) e tem experiência o suficiente para não deixar ninguém parado. Convite indispensável!

 Data: 18/10 – Piscina Tropical Hotel – 21:00H

Ingressos: R$ 20,00 (estudante) e R$ 40,00 (inteira)

Vendas: Japurá Pneus (aceita VISA), Ramsons (Amazonas Shoping e Millenium), Alps Idiomas (Recife, Centro e Japiim), Amazon Bowling, Cantina Ghiotto e Mercatto

Info: 8151 0201 / 3642 1313 – http://www.biribaproducoes.com.br

 NIGHTWISH

 

 NIGHTWISH – “DARK PASSION PLAY”

 A banda finlandesa mais famosa do planeta lança seu novo CD, tendo na linha de frente a vocalista Anette Olzon, que substitui Tarja Turunen

INGRESSOS JÁ A VENDA!!

Data: 13/11 – ARENA AMADEU TEIXEIRA – 21:00h

Ingressos: AREA VIP – R$ 120,00 (MEIA), PISTA/CADEIRAS – R$ 100,00 (INTEIRA) e R$ 50,00 (MEIA) e ARQUIBANCADA – R$ 60,00 (INTEIRA) e R$ 30,00 (MEIA).

Vendas: Japurá Pneus (aceita VISA), Ramsons (Amazonas Shoping e Millenium), Alps Idiomas (Recife, Centro e Japiim), Amazon Bowling, Cantina Ghiotto e Mercatto

Vendas Internet – WWW.ticketmaster.com.br

Info: 8151 0201 / 3642 1313 – www.biribaproducoes.com.br

Fonte: Tropical Hotel

outubro 7, 2008 at 2:52 pm 1 comentário

Ao povo amazonense

 

“Agradeço a Deus pela oportunidade que meu filho Sandro Viana teve de representar o Amazonas. Sair de Manaus, nas condições em que saiu para arriscar galgar dias melhores numa cidade desconhecida e com o poder aquisitivo tão baixo. Só o Sandro conseguiria, pois o mesmo arriscou sua vida, imagem, família, estudo, deixando tudo para trás por um sonho.
Persistente, corajoso, destemido, enfrentou tudo e todos, menosprezando as atitudes de todos os que procuravam – de uma forma ou de outra – interromper sua trajetória.
Entrou para a história pela sua grandeza de caráter, defendendo a bandeira do Amazonas com amor, mesmo sabendo que era esquecido e esse Estado o havia deixado de lado, que nada havia feito para ajudá-lo na sua busca incansável.
Hoje, ele está com seus companheiros de luta, o Vicente Lenilson, o Bruno Lins, o Codó (José Carlos Moreira) e também aqueles que não podem ser esquecidos, como Rafael, Nilson André e o Basilio,aos que parabenizo carinhosamente.
Quero também agradecer ao povo amazonense de modo geral, pelas palavras de incentivo dirigidas a eles.Assim como parabenizar esse povo pelo grande feito conseguido, pois somos esquecidos e, em parte, “desconhecidos”.Somos olhados como índios caboclos atrasados, pois moramos no fim do mundo.Mas esse povinho sem importância tem um representante que esteve nas Olimpíadas de Pequim e está entre os quatro melhores do mundo. O Brasil tem que acordar e nossos representantes apagarem a imagem de índios e caboclo do mato.
Agradeço também a imprensa falada e escrita, pela grande cobertura que fizeram
Sandro entra para a história do atletismo local e brasileiro, e da lição de coragem e ousadia.”

Marlene Rodrigues (mãe do atleta)

outubro 3, 2008 at 7:14 pm Deixe um comentário

Sandro Viana em Forrest Gump

 

Reportagem de André Viana

Acostumado a ganhar vida em provas de velocidade, o atleta Sandro Viana retornou ontem a Manaus para disputar sua primeira maratona. Não uma maratona convencional, nos padrões olímpicos (42 km), mas uma prova de lealdade a quem sempre soube honrar: o povo amazonense. “Vou cumprir uma promessa que fiz para mim mesmo antes dos jogos olímpicos de Pequim de que, se conquistasse alguma medalha, iria levá-la para todos os 64 municípios do Amazonas. A medalha não veio por nove centésimos de segundos, mas essa diferença não foi o suficiente para que eu abandonasse meu desejo de dizer para todas as pessoas da minha terra que o sonho olímpico é possível”, explicou Sandro.

O campeão Pan-Americano do revezamento 4×100 rasos que está de férias após um cansativa temporada de seis meses de treino e oito de competições, e em recuperação de uma contusão no pé esquerdo, chega a cidade para ser homenageado, na próxima semana, pela Confederação Sul-Americana de Atletismo (Consudatle), que vai organizar uma festa para comemorar os 90 anos da entidade.

“Sinto muito orgulho de receber essa homenagem tão importante. Mas não vou me contentar em ficar sentado em casa, acomodado com o que já conquistei. Quero retribuir ao atletismo tudo o que ele me proporcionou e a melhor forma de fazer isso é buscando novos e melhores Sandros Viana”, disse o atleta que com sua atitude, lembra o personagem Forrest Gump, um mega-sucesso do cinema na década de 90, interpretado pelo ator Tom Hanks.

A diferença de Sandro para Gump é ter resolvido contar sua história de forma itinerante, e não sentado num banco. Assim, ele não vai se limitar a ensinar, pois muitas vezes enxergará um passado não muito remoto do inicio de sua carreira. “Essa será uma oportunidade de me atualizar com a realidade das pessoas que moram distantes da Capital. Também vou poder conferir a realidade dos Pólos de Atletismos existentes no interior”, revelou Sandro Viana, único atleta campeão sul-americano natural do município que acolhe a Consudatle.

A vontade de contar sua história para o povo que precisa lê foi revelada antecipadamente para o presidente da Associação das Federações e Confederações Desportivas Olímpicas do Amazonas (ADA), Luiz Borges, que era o presidente da Federação Amazonense de Atletismo (Feama), quando Sandro Viana era apenas um jovem sonhador. Sensibilizado com a vontade relevada pelo único representante do Amazonas em Pequim, e confiante de que a medalha poderia vir Borges entrou em contato com alguns municípios para viabilizar as visitas. “Desde que encerrou sua participação em Pequim, Sandro manteve o desejo de cumprir as viagens que estavam agendadas. Não serão os 64 municípios, mas o máximo que for possível nos 20 dias que ele ficar em Manaus”, assegurou Borges.

Se o personagem Forrest Gump costumava repetir a frase de que “a vida é como uma caixinha de bombom: cheia de surpresa”, Sandro Viana pretende provar para seus futuros seguidores que esses bombons, ao contrario do que muitos acreditam, não precisam ter um sabor amargo.      

outubro 2, 2008 at 6:33 pm Deixe um comentário

Um pedido de Anjo!!

Em comemoração ao dia das crianças o grupo Raio de Sol está promovendo a “Festa do Arco-íris”. O evento será realizado no dia 10 de outubro de 2008 no balneário do SESC, bairro Campos Elísios a partir das 9 horas.

 

A programação inicia com o café da manhã e no decorrer do evento serão realizadas brincadeiras, dinâmicas e apresentação de fantoches. Em parceria com o grupo Raio de Sol o grupo Anjos da enfermagem também estará no evento para animar a criançada.

 

Arrecadação de brinquedos

 Os brinquedos arrecadados serão distribuídos no Hemoam e hospitais infantis de Manaus. Os brinquedos podem ser entregues até o dia 8 de outubro na sede do Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas – Coren – AM, Rua Ramos Ferreira, nº 1288, Centro, em frente a Casa da Criança e no Centro de Ensino Literatus (CEL), Avenida Constantino Nery 3693.

 

 

 

Quem são os Anjos da Enfermagem?

No Amazonas o grupo Anjos da Enfermagem foi implantado em maio deste ano, durante a III Semana de Enfermagem, a parceria foi lançada pela Jakeline Paula Silva Barbosa, Presidente da ONG localizada no Ceará.

Os participantes são estudantes de enfermagem da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Centro de Ensino Literatus (CEL).

Além de visitas às crianças com câncer internadas na Hemoam, o grupo Anjos participam de campanhas como de doação de brinquedos, alimentos e roupas.

setembro 25, 2008 at 2:27 am 1 comentário

Posts antigos


Categorias

  • Blogroll

  • Feeds